Grupo de Estudos Funcionalistas e Ensino

 

   O Grupo de Estudos Funcionalistas e Ensino (GEFE), coordenado por Tatiana Schwochow Pimpão e Elaine Nogueira da Silva, pretende reunir interessados em discutir princípios da linguística funcional, incluindo nesse escopo os parâmetros da gramaticalização, correlacionados ao ensino produtivo da língua portuguesa. Ancoradas na articulação entre gramática, discurso e comunicação, as discussões orientam-se na direção da importância de promover estratégias de ensino voltadas para o aprimoramento da competência comunicativa do aluno da escola básica. Dessa forma, conteúdos gramaticais, previstos no currículo dos anos finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, são repensados à luz da sua relevância para a produção e interpretação textual, distanciando-se, portanto, do ensino estritamente normativista, centrado na metalinguagem. Até o presente momento, ainda integram o grupo a professora Dulce Cassol Tagliani, os acadêmicos dos cursos de Letras Charlene da Silveira Farias, Franklin Furtado Ieck, Keller Matos Rocha, Marilúcia Gonçalves Pereira, Rose Meri Bazareli Vaz e Talliandre Matos da Silva Pereira e a acadêmica do curso de Especialização em Linguística e Ensino de Língua Portuguesa Carolina Velleda Gasparin, todos vinculados ao Instituto de Letras e Artes da FURG. O grupo, no entanto, pode acolher membros em fluxo contínuo. Espera-se que do diálogo promovido nos encontros decorram projetos de ensino e de extensão, bem como apresentação de trabalhos em eventos científicos e publicação de propostas de ensino. Atualizações relativas ao desenvolvimento das atividades do grupo podem ser acompanhadas pela página do Núcleo de Estudos em Língua Portuguesa (NELP).

 

GEDS - Grupo de Estudos Dialetológicos e Sociolinguísticos

Integrantes: Angélica Azeverdo, Charlene Silveira, Tatiana Schwochow Pimpão

  O Grupo de Estudos Dialetológicos e Sociolinguísticos (GEDS), coordenado por Tatiana Schwochow Pimpão, tem o objetivo de reunir professores, acadêmicos e egressos dos cursos de Letras da FURG com o intuito de promover o debate acerca de temáticas relacionadas à Dialetologia e à Sociolinguística Quantitativa. Os temas não são previamente definidos, antes são decididos no e pelo grupo, a depender de interesses mais imediatos. Os encontros ocorrem semanalmente desde o segundo semestre de 2016. Nesse ano, o debate esteve direcionado à relação entre a variável sexo, controlada em diferentes pesquisas sociolinguísticas, e discussões sobre gênero. No decorrer de 2017, os textos selecionados abordaram variedades linguísticas associadas a estados brasileiros. Já desde o início de 2018, a pesquisa concentra-se na leitura de materiais sobre variação no uso do vocativo e do (não)preenchimento de sujeito. Interessados podem acompanhar atualizações pela página do Núcleo de Estudos em Língua Portuguesa, bem como solicitar participação nos encontros.